Geofísica arqueológica no ambiente da Arqueologia Urbana

proposta metodológica para projetos públicos

  • Scott Joseph Allen Universidade Federal de Pernambuco
  • Jorge Luis Porsani Universidade de São Paulo
  • Bruno Poluha Universidade de São Paulo

Resumo

A reforma e a requalificação de centros históricos — como construção, saneamento, pavimentação, entre outras — requerem que uma pesquisa arqueológica seja realizada antes de qualquer intervenção. Nesse contexto, busca-se um equilíbrio entre o que pode sofrer impactos negativos e o que deve ser estudado e preservado arqueologicamente, sempre buscando atender à necessidade do melhoramento dos locais públicos. O Largo da Igreja Nosso Senhor do Bonfim, Marechal Deodoro, Alagoas, ofereceu oportunidade de empregar o método geofísico GPR (Ground Penetrating Radar ou Georadar) para orientar escavações, identificar áreas para preservação e informar engenheiros civis sobre possíveis desafios para a execução do projeto civil. Os resultados foram interessantes, proporcionando um bom argumento para a incorporação de metodologias geofísicas em projetos de Arqueologia Urbana similares.

Referências

ABDELGWAD, T. & T. SAID 2016 Measured Dielectric Permittivity of Contaminated Sandy Soil at Microwave Frequency. Journal of Microwaves, Optoelectronics and Electromagnetic Applications, São Caetano do Sul. 15(2):115-122
ALBUQUERQUE, I, de 2000 História de Alagoas. Sergasa: Maceió, Alagoas. 311pp.
ALVES, J. 1979 Métodos Geofísicos Aplicados à Arqueologia no Estado do Pará. Tese de Mestrado. Belém, Programa de Ciências Geofísicas e Geológicas, UFPA. 55pp.
ARAGÃO, R., GOUVÊA, J. & LOPES, P. 2010 Metodologia Geofísica Aplicada ao Estudo Arqueológico dos Sítios Bittencourt e Jambuaçu, Estado do Pará. Revista Brasileira de Geofísica. Rio de Janeiro. 28(2):249-263
BARBOSA, B., RUIZ-PEINADO, J. PIQUERAS, R & ALLEN, S. 2013 Afroindigenous Spaces on the Map Brasilia qua parte paret Belgis. Barcelona: Vanguard Gràfic. 31pp.
CEZAR, G., ROCHA, P., BUARQUE, A. & DA COSTA, A. (2001) Two Brazilian archaeological sites investigated by GPR Serrano and Morro Grande. Journal of Applied Geophysics. Amsterdam. 47:227–240
CONYERS, L. 2006 Ground Penetrating Radar. IN: JOHNSON, J. (Org.) Remote Sensing in Archaeology: An Explicity North American Perspective. Tuscaloosa: University of Alabama Press, pp.131-159
DANIELS, D.J., 2007. Ground Penetrating Radar. IET Radar, Sonar, Navigation and Avionics. Series 15, 2nd Edition. Stevenage, UK, The Institution of Engineering and Technology. 726pp.
DOOLITTLE, J. & BELLANTINI, N. 2010 The Search for Graves with Ground-Penetrating Radar in Connecticut. Journal of Archaeological Science. Amsterdam, 37:941-949
FERRARE, J. 2002 Marechal Deodoro: um itinerário de referências culturais. Maceió: Ediçoes Catavento. 178pp.
GOMES, D. & LUIZ, J. 2013 Contextos domésticos no sítio arqueológico do Porto, Santarém, Brasil, identificados com o auxílio da geofísica por meio do método GPR. Boletim Museu Paraense. Emílio Goeldi. Ciências Humanas, Belém, 8(3):639-656.
GONZÁLEZ, É & ZANETTINI, P. 2002 Projeto Fronteira Ocidental: Escavações Virtuais no Complexo de Santo Antônio dos Militares, Quartel e Primeira Matriz com o Auxílio de GPR (Ground Penetrating Radar). Projeto Fronteira Ocidental Relatório Final, Fase 1. Zanettini Arqueologia, São Paulo, 24pp.
JOHNSON, J. K. (Org.) 2006 Remote Sensing in Archaeology: An Explicity North American Perspective. Tuscaloosa: University of Alabama Press. 322pp.
JOL, H.M., 2009. Ground Penetrating Radar: Theory and Applications. Amsterdam, Elsevier. 544pp.
MARQUES, R. 2010 O método geofísico (GPR) e a arqueologia. IN: NAJJAR, R. (Org.) Arqueologia no Pelourinho. Brasília: IPHAN/Programa Monumenta, pp.118-128
MELO, M. 2007 Geofísica Aplicada à Arqueologia: Investigação no Sítio Histórico Engenho Murucutu, em Belém, Pará. Dissertação de Mestrado. Belém, Programa de Pósgraduação em Geofísica, Universidade Federal do Pará. 99pp.
OLIVEIRA, M. de 2008 O uso do método GPR para mapear interferências no subsolo urbano e diagnosticar a contaminação ambiental de vazamentos de óleo em cabos elétricos subterrâneo. Dissertação de Mestrado. São Paulo, Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas, USP. 84pp.
POLUHA, B., PORSANI, J., ALMEIDA, E., dos SANTOS, V. & ALLEN, S. (no prelo, 2017) Depth Estimates of Buried Utility Systems Using the GPR Method: Studies at the IAG/USP Geophysics Test Site. International Journal of Geosciences, Wuhan, CHN
PORSANI, J.L., 1999. Ground penetrating radar (GPR): Proposta metodológica de emprego em estudos geológico-geotécnicos nas regiões de Rio Claro e Descalvado-SP. Tese de Doutorado. São Paulo, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita, 148pp.
PORSANI, J., RUY, Y., RAMOS, F. & YAMANOUTH, G. 2012 GPR applied to mapping utilities along the route of the Line 4 (yellow) subway tunnel construction in São Paulo City, Brazil. Journal of Applied Geophysics, Amsterdam, 80:25–31
PORSANI, J.L., JANGELME, G.M., & KIPNIS, R., 2010. GPR Survey at Lapa do Santo Archaeological Site, Lagoa Santa Karstic Region, Minas Gerais State, Brazil. Journal of Archaeological Science, Amsterdam, 37:1141 – 1148.
RODRIGUES, S.I., PORSANI, J.L., SANTOS, V.R.N., De BLASIS, P.A.D. & GIANNINI, P.C.F., 2009. GPR and Inductive Electromagnetic Surveys Applied in Three Coastal Sambaqui (Shell Mounds) Archaeological Sites in Santa Catarina State, South Brazil. Journal of Archaeological Science, Amsterdam, 36:2081 – 2088.
ROOSEVELT, A. 1991 Moundbuilders of the Amazon: Geophysical Archaeology on Marajo Island, Brazil. San Diego, Academic Press. 480pp.
ROSKAMS, S. 2003 Teoria y Práctica de la Escavación. Barcleona, Crítica. 352pp.
ZANETTINI, P., NEVES, E. & GONZÁLEZ, É 2002 Projeto Arqueourbs (Fase I) Arqueologia Urbana no Centro Histórico de Manaus - Forte São José da Barra do Rio Negro e Adjacências. Caderno Técnico. Relatório de Pesquisa, Zanettini Arqueologia, São Paulo. 54pp.
ZANETTINI, P. 2004 Prospecções e Resgate Arqueológico do Sítio Petybon, São Paulo. Relatório Final, Zanettini Arqueologia, São Paulo. 105pp., anexos
WYNN, J. 1986 A Review of Geophysical Methods Used in Archaeology. Geoarchaeology: An International Journal. Hoboken, 1(3):245-257
Publicado
2017-07-01
Como Citar
ALLEN, Scott Joseph; PORSANI, Jorge Luis; POLUHA, Bruno. Geofísica arqueológica no ambiente da Arqueologia Urbana. Revista de Arqueologia, [S.l.], v. 30, n. 1, p. 235-254, jul. 2017. ISSN 1982-1999. Disponível em: <http://www.revista.sabnet.com.br/revista/index.php/SAB/article/view/510>. Acesso em: 22 set. 2017. doi: https://doi.org/10.24885/sab.v30i1.510.
Seção
Artigos